Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Simples Poemas

Este blog é um local onde partilho os poemas que vou criando, faço-o por puro prazer e diversão. Posto um pouco de tudo, principalmente acerca de sentimentos, emoções e momentos.

Simples Poemas

Este blog é um local onde partilho os poemas que vou criando, faço-o por puro prazer e diversão. Posto um pouco de tudo, principalmente acerca de sentimentos, emoções e momentos.

05
Set10

Noite de Verão

Sara Oriana

O mar, calmo e sereno chama-me

Canta-me nesta noite de Verão

Diz-me para ir, regalar-me nele

para mergulhar e acompanha-lo na canção

 

Sentir a paz, a calma, o deleite

Sentir a água fria no meu corpo nu

Somente ver os brilho da lua na água

E a civilização lá longe

 

Unir-me ao que é puro

Embalada e protegida pelo escuro

Deixar que a água leve tudo

Ser somente nada

 

O frio da agua a acarinhar-me

Como que a uma velha amiga

Uma amante, uma amante esquecida

Embalar-me, e dizer-me

Acabou, minha querida, agora descansa

03
Ago09

Hoje sou feliz

Sara Oriana

Hoje sou o vento quente que acarinha as folhas, sou eu aquela brisa quente, que a todos toca que a todos acarinha, sou paz, sou felicidade, sou uma criança perdida no meu próprio mundo.

Não me canso de amar tudo, não me canso de aproveitar, não me canso de viver nem por um segundo.

Sou a luz da lua que brilha por entre as ondas brandas de uma noite de Verão, cintilando tenuemente entre a escuridão do mundo, conjuntamente com todas as outras luzes. Sou-o porque o quero ser, porque o sinto nas veias, porque me amo, e por isso amo o mundo em meu redor. Nada importa nada interessa, somente eu, somente o mundo. Somente aqueles pequenos momentos que a vida nos dá para ver, para viver, somente os detalhes, as cores cintilantes provenientes de um candeeiro de rua. A vibração do verde nas folhas ao sol, o azul ciano brilhante do céu, a noite escura e todas as suas estrelas.

Tudo isto, todo este conjunto inspira-me. eleva-me, acalma-me e fascina-me.

Hoje sou feliz.

06
Abr09

Chuva de Verão

Sara Oriana

Sou um mar de lágrimas por chorar,

Água estagnada que não tem por onde escoar,

Sou agua fétida, podre, corrompida

E nada me pode voltar a purificar

Pois há muito que fiquei na sombra perdida

 

Amo a luz desejo-a, faço tudo por ela

Mas no fundo não a tenho, apenas sonho tela

Afasto-me tanto do que sou, só para essa doçura provar

Que quando volto a mim, dói-me ainda mais perde-la

E de mim, não há nada que me possa salvar

 

Perdi-me, fugindo da minha apaixonada loucura

Mas é isto que sou, uma paixão sem cura

Amo de tal forma amar, que me esqueço do que sou

 

Sou a irritante chuva de um dia de verão,

Rego as plantas, acaricio tudo em que toco com devoção

Mas por muito amor ao mundo, todo ele me desprezou

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D