Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Simples Poemas

Este blog é um local onde partilho os poemas que vou criando, faço-o por puro prazer e diversão. Posto um pouco de tudo, principalmente acerca de sentimentos, emoções e momentos.

Simples Poemas

Este blog é um local onde partilho os poemas que vou criando, faço-o por puro prazer e diversão. Posto um pouco de tudo, principalmente acerca de sentimentos, emoções e momentos.

25
Fev08

Para ti

Sara Oriana

Um momento que voa...

Mais um que ai vem,

Apenas a distância me magoa

Essa maldita sabotadora

Que me inspira também...

 

Mas tu, anjo que tanto me inspiras

Que entras nas minhas sinfonias

Que pairas no meu pensamento

Que com um beijo me tiras

Os tormentos, dando-me alento

 

Mereces mais que esta pobre mendiga

Esta criança que chora por dores de barriga

Que é o puro exagero ,o puro tudo nada,

Mas no entanto, não deixas de me fazer sentir amada...

 

E digo-te mais, sou grande sortuda

Dos teus azares, já não sei se sou culpada

Se não me der de todo, darei parte,

Pois por tudo isso quero compensar-te

 

Serei para ti, sempre eu, sempre única

E caso te vir a perder

( O que espero não acontecer nunca)

Quero poder lembrar e ver

Que te sentis-te o maior sortudo

Por, um dia, teres feito parte do meu mundo...

19
Fev08

Conta-me um segredo

Sara Oriana

Conta-me o segredo dos teus olhos...
Mostra-me que cor têm quando olham para mim,
Essa que alimenta tanto os meus sonhos,
Aquela que me faz sorrir assim!

E o teu doce sorriso?
A adoração que irradia... tão perfeito...
Aproxima-te, quero-te mais perto!
Pergunto-me que mais perciso?

Nada, nada mais! Apenas a ti assim!
E que me beijes, enfim...
Que este sonho jamais acabe por favor
Que me deixes para sempre assim, sem ponta de dor.

01
Fev08

Paixão

Sara Oriana
Ah... mas que coração que nunca aprende
Não sei... talvez nem eu queira mesmo aprender
Seria alguém se tivesse coração que nunca cede?
E escolheria se podesse escolher?

Duvido tanto... Logo o amor...
Como poderia privar-me desse sabor?
Como poderia andar sem essa leveza?
O pior é mesmo viver sem nenhuma certeza...

Mas sabe-se lá do futuro,
Num momento pode mudar tudo
No fundo, certezas, não as há
Sabemos lá nós o que virá

Mais vale amar como se pode
Tanto pelo que se ganha como pelo que se perde
E que estejamos sempre assim
Na leveza da paixão até ao fim...
06
Jan08

O cantigo da guerreira

Sara Oriana
Grande e altiva observo o mundo
O vento enlaça-me e dança comigo
A meus pés está o tudo
e eu canto e digo

Almas que me consomem
Que bebem do meu sangue
Saibam que por muito que se esforcem
Jamais ficarei exangue

Porque quando eu choro
As lágrimas não existem
Porque quando eu caio
Caio de pé, acreditem
E quando morrer
Soube o que foi viver

O que me move é eterno
Jamais me ei de perder
Porque amo tudo o que é terreno
E acima de tudo isso, o meu ser

Tenho espirito e tenho força
Amo, com devoção e segurança
Sonho com espadas, lutas eternas
A melancolia e a paz são minhas capatazes
Abomino psicoses modernas
Quero ver de que são capazes!

Vida! Venero-te sou tua!
Por muito sensaborona e crua
Sorte! Jamais me vencerás
A vida será minha capataz!
26
Nov07

Grande e pequenina

Sara Oriana
Quero apenas uma folha de papel!
Não! Quero mais! Muito mais!
Quero ter mais arte com o lápiz e o pincel!
Quero navegar em cores belas e banais!!

Quero voltar ao mundo
Em que havia princesas e fadas
Herois, e Heroinas, criaturas aladas
Quero perder-me para sempre!
Aquele mundo com um sol tão quente...

Só tu para despertares esta criança!
Reina o verde no meu reino!
Pareço um poço de esperança
Mas limitei-o tanto, está tão pequeno...

Não quero saber de mais nada!
Quero-me a mim de volta!
Quase que morri sofucada,
Agora, agora mudarei o meu barco de rota!

Serei guerreira, serei pirata
Serei rainha, magnata
Sei lá, serei qualquer coisa
Tudo o que quizer
Com vitória e derrota!

Recuperarei a minha imaginação preciosa
E navegarei por este mar até morrer!
Tenho alma de artista e quedei-me entre paredes!
Que bruta estupidez a minha!
Mas agora posso ser mais,
Serei grande e pequenina!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D