Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Simples Poemas

Este blog é um local onde partilho os poemas que vou criando, faço-o por puro prazer e diversão. Posto um pouco de tudo, principalmente acerca de sentimentos, emoções e momentos.

Simples Poemas

Este blog é um local onde partilho os poemas que vou criando, faço-o por puro prazer e diversão. Posto um pouco de tudo, principalmente acerca de sentimentos, emoções e momentos.

17
Nov12

Coração itinerante

Sara Oriana

Porque gosto eu tanto de filmes tristes

Ou mesmo de romances?

De amores terríveis e belos

De pedaços de vida, de retalhos?

 

Porque amo eu histórias perdidas?

Amores que nunca irão durar?

Porque dou eu tudo por coisas

Que mais tarde ou mais cedo vou deixar?

 

A minha procura incessante,

Pela história, aquela que vou repetir

Que vezes sem conta irei repetir...

Coração itinerante, este o meu

 

Nunca se cansa nem irá cansar

Vive tanto de rir quanto de chorar

E no fim será para sempre o único

Que me ira beijar boa noite

E acompanhar-me até à morte

 

05
Jan08

Histórias acabadas

Sara Oriana
E se de uma história amaldiçoada
Nasce-se a mais acarinhada
E se esta página rasgada
Fosse por fim reconstrida
Ou que nunca tivesse sido perdida

Nada me dêm agora,
Nada, digo, nada durante esta hora
Porque deixei de merecer
Apenas porque não quis ver

Belas histórias que perdi
Tantas outras que ainda não esqueci
Leve o vento o pó que deixei ir
E todo aquele de que quero fugir...
04
Dez07

A rainha das trevas

Sara Oriana
Da mais alta torre do sombrio castelo
A rainha espreita, olhos brilhantes e sombrios
Pergunto-me como algo tão belo
Pode dar tamanhos calafrios...
Ela deslisa suavemente entre a bruma
Deixa-se banhar pela lua
E abre as suas aladas asas negras
Bateas, e mergulha nas trevas

O sorriso que transporta, é dor
A amargura que a guia, é rancor
O que a sustem é orgulho
E o motivo obscuro

Ela, grande e bela, é rainha
Do quê, não se sabe
Pois vive completamente sozinha
Num pálacio, onde a chave
Foi inrremediavelmente perdida
E ela, rainha, esquecida

Quem a julga por não ter coração?
Quem a menciona por não merecer perdão?
Se ela foi deixada a apodrecer
Sem para isso nada fazer
Num castelo negro e assombrado
Vivendo no escuro e na bruma
Tendo pesadelos, sem guarida alguma
Vivendo com a dor, lado a lado

É claro que á bruma se juntou
E de sua inimiga,
Passou a sua melhor amiga
Apenas ela sabe o que passou

Se a vida a endoreceu
Foi por tudo o que perdeu
Mas concerteza vive maravilhada
Com a força alcançada

E durante as noites estreladas
Ve-mo-a a voar, sorridente
Não por estar contente
Mas pelas noites ultrapassadas...
22
Ago07

A queda

Sara Oriana
E das nuvens vou caindo
Uma queda continua,
Que nunca mais acaba
E no caminho vou implorando
Para que o impacto seja indolor
E o mundo vai ficando sem sabor e sem cor
A cada centrimetro a cada segundo
Tão lento, e tão rápido
Como se o chão tivesse pressa em me comer
Mas demora-se a lá chegar
E sinto medo em morrer
Mas sei que isto jamais me vai matar

Vou sonhando contigo
Sonhando que me vais impedir de cair
Que me vais agarrar, e ficar comigo
Antes do meu coração se partir
Mas não vais, eu sei que não
Sei que vou sentir cada particula do chão
Sem piedade e com severidade
O preço de um amor que deixei ir
E que jamais me voltará a sorrir...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D