Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Simples Poemas

Este blog é um local onde partilho os poemas que vou criando, faço-o por puro prazer e diversão. Posto um pouco de tudo, principalmente acerca de sentimentos, emoções e momentos.

Simples Poemas

Este blog é um local onde partilho os poemas que vou criando, faço-o por puro prazer e diversão. Posto um pouco de tudo, principalmente acerca de sentimentos, emoções e momentos.

17
Jul08

Desespero

Sara Oriana

Caminho... Caminho... Caminho...

Num mar de branco! De nada!

Quero de volta o teu carinho

Quero voltar a ser, por ti, amada

Mas o vento te levou...

 

E sei que não há volta

E por isso estou quase morta...

 

Quero tanto chorar... Enterrar-me... Morrer

Mas não o quero mesmo... quero voltar a sorrir

E no momento em que sei que tudo foi

Mais me sinto desvanecer...

Sinto-me cair...

 

E quero voltar a subir o poço

Mas sem ao fundo ter chegado

Quero ser mais que um esboço

Quero a cor do meu lado

 

Mas nada está ali, sou eu sozinha

Eu... e tão pequenina...

 

Já não existes, eu sei, já não existes na minha vida

Mas quero que te vás embora de dentro de mim também

Não me quero mais sentir perdida!

Por favor, vai-te por fim...

03
Fev08

Desespero

Sara Oriana
O silencio mata-me.... Calem-se... Calem-se todos!
O barulho peturba-me... Falem... Falem-me por favor!
Não... não quero isto para mim!
Não quero ser assim...

Perdi-me por ai... não tenho força...
Não a quero ter!
Estou presa num cubo, sem luz, sem esperança
Apenas consigo escrever...

E que as palavras me levem o que me arrasta!
Que eu não sei o que é...
Não sei que dor é esta...
Sim não a conheço! Não sei de quem é!

Quero tudo destruido, como eu!
Tudo despedaçado, tudo desventrado!
Tudo aos bocados, Absolutamente tudo!
Nada disso é meu!

Não reconheço nada... nunca lhe toquei...
Nunca, porque agora não existo...
Não quero sonhos... nunca sonhei...
Não quero nada disto!
Nada nada nada!

Também não quero sentir nada...
E não me chamem teimosa! Não! Porque o sou!
Quero chorar, e neste cubo, morrer afogada!

Isto acabou...
Não ouço!
Não sinto!
Não falo!
Não existo!
04
Jan08

Desespero

Sara Oriana
Choro por puro desespero!
Quero gritar, quero isto libertar!
Mas não posso, e apenas espero
Mas por favor, suplico
Rasguem-me por dentro, se for perciso
Mas não me deixem aqui a morrer
Já não aguento mais sofrer!
Suplico sem suplicar
Pois não me é permitido falar
Tenho os membros atados
E os olhos estão cansados
Não faço senão ver
O meu espirito a se perder
Ajudem-me! Por favor!
A minha dor está cá dentro
Não pára a nenhum momento
Poupem-me! Não aguento mais a dor
A raiva mata-me, vou desaparecer
Mas eu não me quero perder!
Ajudem-me! ajudem-me...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D