Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Simples Poemas

Este blog é um local onde partilho os poemas que vou criando, faço-o por puro prazer e diversão. Posto um pouco de tudo, principalmente acerca de sentimentos, emoções e momentos.

Simples Poemas

Este blog é um local onde partilho os poemas que vou criando, faço-o por puro prazer e diversão. Posto um pouco de tudo, principalmente acerca de sentimentos, emoções e momentos.

17
Nov12

Coração itinerante

Sara Oriana

Porque gosto eu tanto de filmes tristes

Ou mesmo de romances?

De amores terríveis e belos

De pedaços de vida, de retalhos?

 

Porque amo eu histórias perdidas?

Amores que nunca irão durar?

Porque dou eu tudo por coisas

Que mais tarde ou mais cedo vou deixar?

 

A minha procura incessante,

Pela história, aquela que vou repetir

Que vezes sem conta irei repetir...

Coração itinerante, este o meu

 

Nunca se cansa nem irá cansar

Vive tanto de rir quanto de chorar

E no fim será para sempre o único

Que me ira beijar boa noite

E acompanhar-me até à morte

 

12
Jun09

Brilhante

Sara Oriana

Brilhante, encontro-me brilhante perante os meus iguais,

Sem medo de nada, sou extremamente abençoada

O mundo caminha e eu brilho entre os demais

Porque sou feliz, tão feliz, tenho o mundo, tenho a alma

Vivo assim, vivendo como quem ama

Amando tudo, de igual forma, com a minha calorosa intensidade,

Sou feliz, O Verão chama por mim como o seu derradeiro apelo

O calor, o sol, a luz, toma conta de mim, partilha comigo a sua amizade

E eu? Eu salto e riu, porque não há melhor para fazer, que momento belo

Estou em mim outra vez, intensa e bela, derradeira e forte

Uma borboleta rara, um pássaro que voa alto

Sou a pura sorte, O gargalhar que já não chora

Sou um sorriso só, A pura felicidade que de nós anda tão perto

Sou eu só eu, com o meu brilho sublime

Riu, canto e danço, tentando nisto para sempre perder-me

 

03
Dez07

A puta da sorte

Sara Oriana
Ai que puta de sorte a minha!
Quando agarro aquilo que tanto quero
Momentos depois, o doce passa a pó e farinha
Choro sento-me e espero
Luto e perco tempo para nada
Farto-me de sonhar acordada
E depois, engasgo-me com farinha!

Quero esmorrar paredes, quero gritar
Mas não posso, e mato-me a chorar

Sorrio como se não houvesse amanhã
Pois não sei que me trará a manhã
E quem disse que rir e sorrir eram estado de alma
Enganou-se por completo
Porque o meu estado de alma é sangrento, violento
Revoltada com o sacana do meu karma

Pois, mas eu disse que chorava, não foi?
Mas sem lagrimas,,, não sai nada!
E rio-me porque estou condenada
A sofrer pelo que despresava

Continuo com o sorriso vencedor
E apenas ganhei dor
Não, não tento fugir
O que eu mais quero é tudo sentir

Não me rio dos fracos por ser forte
Desses tenho eu pena
Riu-me é da cabra da sorte
Porque me tenta fazer ver,
Que não vale de nada lutar
Que não vale de nada sonhar

Mas eu sou muito mais ousada
Eu sonho eu luto e morro por isso
E ainda me riu dessa grande chanfrada
Porque morro com um sorriso.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D