Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Simples Poemas

Este blog é um local onde partilho os poemas que vou criando, faço-o por puro prazer e diversão. Posto um pouco de tudo, principalmente acerca de sentimentos, emoções e momentos.

Simples Poemas

Este blog é um local onde partilho os poemas que vou criando, faço-o por puro prazer e diversão. Posto um pouco de tudo, principalmente acerca de sentimentos, emoções e momentos.

03
Set17

Para quê?

Sara Oriana

Qual tempestade maldita, tu,

E eu, e tu, e eu, e tu, e eu

História mal fadada, eu,

e tu e eu e tu e eu e tu

Odeio-te mais que o mundo, tu

e eu e tu e eu e tu e eu

Odeio os teus olhos cor de tudo, eu

e tu e eu e tu e eu e tu

O meu sorriso e a toda a dor, tu

e eu e tu e eu e tu e eu

Tu choras e eu adoro o sabor, eu

e tu e eu e tu e eu e tu

 

Queres-me sem me querer, tu

Como te atreves, tu

Porque choras, tu

Porque me beijas, tu

Porque me amas, tu

 

Porque te perdoo, eu

Porque te odeio, eu

Porque te amo, eu

Porque te quero, eu

Para quê?

 

 

03
Set17

Casa de bonecas

Sara Oriana

Quando me descobri em cinzas decidi

Que ia construir uma casa de bonecas

Que ter um marido, encaixado em todas as peças

E ele e eu íamos viver felizes, decidi

 

Tudo ia ser perfeito, ia ama-lo não demasiado

Ele a mim, o suficiente, sem nada tresloucado

O perfeito homem para a casa perfeita

Para a minha vida desfeita

Construi e casa, encontrei o homem,

Escolhi as cortinas e as rotinas

Tinha todos os meus ideais de o que é estar bem

 

Esqueci-me que, as cinzas era eu,

Que eu, nos meus ideais de bonecas

Não era uma boneca, e este sonho não era meu

 

Quando me vi dentro da casa descobri,

Que o brilho não esconde a sombra,

Que coisas bonitas e pessoas perfeitas

Não me transformam a mim nem à bruma


Então o homem perfeito, partiu-se ao meu toque

A casa mudou de cor a cada passada minha

A bruma partiu o perfeito e eu fiquei na rua sozinha

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D