Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Simples Poemas

Este blog é um local onde partilho os poemas que vou criando, faço-o por puro prazer e diversão. Posto um pouco de tudo, principalmente acerca de sentimentos, emoções e momentos.

Simples Poemas

Este blog é um local onde partilho os poemas que vou criando, faço-o por puro prazer e diversão. Posto um pouco de tudo, principalmente acerca de sentimentos, emoções e momentos.

04
Jan16

Criança Escondida

Sara Oriana

Caminho, criança, num mundo de adultos

Para mim ainda é tudo a brincar, digo

Mas os olhares caem sobre mim, maduros

E eu sorrio e caminho, não há perigo

 

Mas o tempo trás peso e culpa

E eu cada vez mais fico sem desculpa

Olham-me severamente, e eu estremeço

Deixem-me estar! É tudo o que peço!

 

Mas a persistência do mundo devora-me

Vou-me transformando numa farsa

E brinco que sou o que não sou, perco-me

Riu, Grito, Choro dentro de uma carapaça

 

Envolvo-me na intricada teia do mundo

Do que deve ser e do que é suposto ser

Brinco aos grandes, ponho saltos altos e tudo

Esqueço-me do que sou, dói-me o ser

 

Conformo-me aos quadrados, mas não o sou

As obrigações, as suposições fazem-me tremer

Já ninguém me conhece, nem me consegue ver

Na minha suposta liberdade, emaranhada estou

 

Quero fugir, quero desaparecer, e tudo largar

Quero pintar voltar a sonhar e voltar a viver

Quero o meu tempo de volta, o meu sonhar

Quero me a mim, de volta, antes de perecer

03
Jun14

Poeira

Sara Oriana

O mundo agarrou em mim despedaçou-me

O sol queimou todos os pedaços

A água lavou a cinza que o sol deixou

O vento ensinou-me a voar

E a terra acolheu-me no seu regaço

 

Mas nem mesmo ai existe descanso

O ciclo repete-se, até que a tontura vença

E mesmo assim, continua até que pereça

 

Digo-me já ter sido feita em tantos pedaços 

Que mais nada sou que areia

 

Mas o que me custa mais é o que poderia ser

O que custa mais é que nada é meu e nada posso ter

Tudo perco e tudo vou perder

 

E de areia passo a pó e de pó passo a poeira, 

E assim continua até ficar sólida de novo, se a isso chegar

e a poeira volto, desesperada e a chorar

 

14
Set08

Sorte

Sara Oriana

Quantas pessoas podem dizer:

 

Eu cabecei-o em todas as portas,

Encalho em todas as quinas,

Tropeço em todas as pedras,

Caio em todas as partidas,

Apanho duches de pneus de carros,

Deixo as chaves dentro de casa,

Derramo tudo,

Tudo me salta das mãos,

Faço pinturas não propositadas nas roupas,

Quase que incendio a casa,

Perco tudo o que são transportes publicos...

Tenho de ir para longe, quando amo e sou amada...

 

Mas digo, sou a rapariga mais abençoada.

08
Fev08

O mundo

Sara Oriana
O mundo parece tão bem...
E eu aqui, assim...

Mas não mudava nada! Nada!
Gostava de estar feliz também,
Mas não poria à felicidade dos outros um fim...

Oh, como estou maravilhada...
Tanto sol, tanta felicidade...
Não os invejo, mas sinto saudade.

Eles mostram-me que nem tudo e negro
Se for perciso, para manter tudo assim, eu morro
Estou a ser sincera, e não me interessa
Disto tenho eu certeza...

A minha felicidade jamais serias possivel
Se o mundo fosse de outra forma, horrivel.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D