Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Simples Poemas

Este blog é um local onde partilho os poemas que vou criando, faço-o por puro prazer e diversão. Posto um pouco de tudo, principalmente acerca de sentimentos, emoções e momentos.

Simples Poemas

Este blog é um local onde partilho os poemas que vou criando, faço-o por puro prazer e diversão. Posto um pouco de tudo, principalmente acerca de sentimentos, emoções e momentos.

07
Jul17

Floresta

Sara Oriana

Existe uma floresta, no fundo do fundo,
De onde nascem as ilusões, e tudo o que é medo
Todos nós estamos lá, bem no meio da noite
E tapamos os olhos com as mãos, 
Como quem finge que não existe

Ocupa-mo-nos e criamos toda uma rede de nãos
Uma negação constante de tudo o que é
De toda a dor de todo o medo de toda a solidão
Estamos sem nada no meio do negro de tudo há mercê

Fingimos que não, e na nossa imaginação criamos egos
Criamos vícios, fugas e muralhas, tudo serve e tudo usamos
Criamos barreiras imaginárias, crenças de que somos únicos
Invejamos quem nos parece bem, e ajudamos quem mal nos parece

Por vezes quando o barulho da fuga pára e vêm o silencio
Conseguimos sentir o terror, a solidão, a dor, tudo estremece
E nesse momento, ou abrimos os olhos ou voltamos ao início
Mas ninguém consegue, verdadeiramente fugir do seu eu

Neste lugar, não há lugar para coragem, nem barreiras nem nada
somos crianças nuas, perdidas numa floresta cheia de monstros
Eles olham-nos nos olhos, toda uma raiva, dor, e malícia encarnada
A nós apenas nos resta lá ficar, e sentir e existir no meio dos medos

Talvez um dia, a noite será nossa amiga,
Talvez um dia, os monstros nos embalarão
Talvez um dia a floresta será a nossa casa
Mas os monstros monstruosos sempre serão

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D