Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Simples Poemas

Este blog é um local onde partilho os poemas que vou criando, faço-o por puro prazer e diversão. Posto um pouco de tudo, principalmente acerca de sentimentos, emoções e momentos.

Simples Poemas

Este blog é um local onde partilho os poemas que vou criando, faço-o por puro prazer e diversão. Posto um pouco de tudo, principalmente acerca de sentimentos, emoções e momentos.

14
Abr07

Canta-me

Sara Oriana
Canta-me uma canção
Uma daquelas de embalar
Daquelas que adóção o coração
E que nos mostram o quão maravilhoso é amar...

Não te intimides pelas lágrimas
Elas não se importão de ouvir histórias
Nem o canto dos passaros ao sol
Relembra-me como é o do roxinol

Faz-me sonhar por entre esse canto
Até que os olhos se fechem e desapareça o pranto
Para que os sonhos apareçam
E todos os pesadelos se desvaneçam

Canta-me algo sobre o mar
Canta-me algo sobre o calor
Canta-me sobre o que é amar
Ensina-me o que é o amor
13
Abr07

O peso das palavras

Sara Oriana
Nunca me pesaram tanto as palavras
Que nunca disse e não sei se direi
Mas que sinto, acompanhadas das maiores maguas
Pergunto-me até onde te acompanharei

Como gostaria de dizer o quanto te amo
Como gostaria de dizer o quanto te estimo
Mas as palavras não saiem
Fujo delas, fujo de ti, e estas morrem
Num lago profundo de tanto sofrimento
De todas as lágrimas que não chorei
Pois não posso fraquejar em nenhum momento
E assim pergunto-me se alguma vez te amei

Serás tu que me tirarás das brumas?
Serás tu que me iluminarás a sombra?
Mas como, se não fá-lo, e um olhar não consegues compreender?
Não me percas, nem me deixes perder!

Os deuses ditaram que sozinha não conseguiria ganhar
Mas qual será o preço de me amar?
Não foi a sorte, com certeza
Que te entregou nos braços, esta princesa
Cá estou eu com os meus caprichos e confusões
Com o meu coração de gelo e muralha de pedra
Que nem a mais doce das confisões
Ganhou esta guerra, e a sua causadora
09
Abr07

Medo

Sara Oriana

                   

 

Estou a despertar, mas o meu coração agarra-me

À solidão condena-me, ao medo prende-me

Porque não consigo dar-te tudo o que mereces?

Porque é que o medo de me entregar não desaparece?

Tu és o anjo que me adora

Que fado tens tu em me escolher...

Mas o teu amor perdura

E eu não sei que mais fazer...

Luto contra mim todos os dias

Para poder dar-te aquilo que merecias

Mas vejam só a minha figura

Com medo de voltar a sofrer

E assim vou ficando insegura

 

Quero começar a ter medo de te perder

Quero sentir o desejo de te amar

Quero voar quero sonhar

E a teu lado perdurar

 

Mas tenho é medo de me perder

Tenho medo de amar-te mais

Tenho medo de voar

E já me esqueci do que é sonhar

 

Deus deu-me um verdadeiro anjo para a mão

Para que me cure as maselas do coração

Mas o caminho vai ser grande e complicado

Deste-me o teu coração para a mão

Mas eu só te dei um pequeno bocado

De uma data de estilhaços

Que não passa dos benditos bocados

Deste meu coração...

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D